Em Trás-os-Montes há uma mini-Pompeia e água-medicamento desde os tempos dos romanos

As termas romanas de Chaves, descobertas em 2006, revelaram um património riquíssimo preservado devido a um sismo que soterrou o complexo, e com ele quatro pessoas e objetos que permitem agora reconstituir o quotidiano. Hoje como há dois mil anos, a água brota a 76 graus. Nas Termas de Chaves atuais continuam a curar-se as maleitas do corpo e da alma. As águas de Aquae Flaviae são tesouro milenar…

Leia aqui a notícia completa